domingo, 16 de maio de 2010

A tecnologia e seu deslumbramento

A cada dia que passa a tecnologia avança. Avança e nos mostra novas e incríveis possibilidades. Não é incrível que nossos smatphones já possuam poder de processamento maior do que os Pentium MMX?

Para aqueles que acompanham o crescimento tecnológico de perto a coisa é, paradoxalmente, mais incrível e muito mais compreensível. Quanto mais sabemos a respeito da tecnologia, mais nos maravilhamos com as possibilidades - e mais conscientes nos tornamos de que ela nada tem de milagrosa e/ou mágica.

Mas e quanto às pessoas que não se interessam pela tecnologia em si? E quanto às pessoas que apenas apreciam os resultados, como computadores menores e melhores e televisores de alta definição? Como elas reagem às (im)possibilidades tecnológicas?

Melhor perguntando: Até onde vai a fé de alguém na tecnologia? Até que ponto as pessoas estão dispostas a confiar cegamente em uma afirmativa - apenas porque é "de alta tecnologia"? E, fazendo o papel de advogado do diabo, até onde é razoável estender nosso ceticismo? A 50 anos atrás um computador com as capacidades de nossos smatrphones (e com suas dimensões) não era apenas ficção científica: era inimaginável/impossível.

Mas vocês já devem estar cansados deste monte de perguntas sem conteúdo. O que me fez criar este post? Simples.

Uma mulher engravidou. Até aí, tudo bem. Seu marido era militar, e estava em missão. Até aí, vá lá. Ele era branco, e a criança é negra. A mãe é branca também. Começou a complicar, não é verdade? Não para a mãe; ela disse que engravidou "porque assistiu um filme pornô 3D". Tá, podem rir. Eu espero.

Acabaram? OK. Até aí, tudo "bem" também. Sabe como é o desespero. O mais legal foi a resposta do pai: "Eu acho isso estranho. Os filmes em 3D são muito realistas. Com a tecnologia de hoje, tudo é possível."

O que? Não acreditam? Acham que postei isso só para gerar tráfego? Na na ni na não. Olha só a matéria aqui:

3 comentários:

Rafael Perfeito disse...

Vários autores dos anos 20 tinham fé total na tecnologia, principalmente Monteiro Lobato e Gilberto Freire. Esse último realmente acreditava que o desenvolvimento tecnológico acabaria com as desigualdades sociais no mundo.

tsc tsc.

Zer0 disse...

Que negócio de doido uhauHAa xD

Zer0 disse...

Caraio, que bagulho de doido xD

Pesquise a Internet